Aposte nas texturas neste inverno

Couro, veludo, rendas e brilhos surgem juntinhos no visual da temporada

Chica Bolacha, quando a democracia vira estilo

Grife gaúcha é uma das pioneiras no all size


Madame Ioio lança vestidos iguais para madrinhas de casamento
29 de Maio de 2017 . Por aspatricias

Sonha em casar com as madrinhas usando o mesmo modelo de vestido? A Madame Ioio, loja bacanérrima de locação de vestidos de festa em Porto Alegre, ciente da tendência, lançou uma novidade. A loja criou e produziu modelos que se adaptam a diferentes estilos de corpo e de casamento. Além de garantir beleza e unidade ao grupo das madrinhas, o aluguel também remete ao consumo consciente, além de ser bastante prático: por que deixar o vestido mofando no armário depois da festa?

Vestidos Madame Ioio

A tradição de usar vestidos idênticos nasceu quando a ideia da festa de casamento em si começou a surgir. Em outras épocas, as madrinhas não apenas se vestiam iguais - se vestiam exatamente como a noiva. A crença era de que os maus espíritos se confundissem, afastando as energias negativas da noiva. Com o passar do tempo, o vestido da noiva passou a ser único, mas em alguns lugares as madrinhas mantêm a tradição de serem semelhantes entre si, hoje em dia por motivos estéticos.

Vestidos Madame Ioio

Comemorando um ano de abertura, a loja, liderada pelas sócias Greice Antes, Joice Siqueira e Priscila Manjabosco, fica em um espaço charmoso na rua Cel. Paulino Teixeira, 193, e atende sem hora marcada. Mais infomações pelo fone (51) 3029.9600.

 

 

Workshops sobre marketing de moda na Pandorga
26 de Maio de 2017 . Por aspatricias

Convidados dos workshops

Semana de oportunidades para os empreendedores e estudantes de moda. A Pandorga (Miguel Tostes, 897), uma das lojas mais bacanas de POA que assina projetos de moda dos melhores, está organizando quatro dias de workshops sobre marketing de moda. Um time de profissionais se reúne, de 29 deste mês a 1° de junho, para provocar insights e práticas organizadas em conteúdo sob medida. As inscrições podem ser feitas pelo link: sympla.com.br/pandorga. Ah! E a Pati Pontalti, aqui daspatrícias, está entre os convidados. Confere aí a programação:

Dia 29 - Torne sua marca interessante para a mídia especializada,  com Pati Pontalti.

Tarde/Workshop de quatro horas

O workshop aponta os principais erros de um designer em sua relação com a imprensa especializada em moda e orienta os caminhos para que esse elo se torne um sucesso.

Dia 30- Redes sociais para marcas de moda, com Cláudia Palma

Tarde/Workshop de quatro horas

O workshop explora conhecimentos sobre o funcionamento técnico das redes sociais e de alguns recursos de gestão o aluno vai aprender a planejar conteúdos que sejam relevantes e provoquem engajamento entre os públicos de interesse das marcas.

Dia 31 - A loja do futuro, com Gabriel Vanoni e Vinícius Andrade

Tarde/workshop de quatro horas

O binômio comportamento e tecnologia está reinventando o formato das lojas físicas. O futuro delas está pautado na experiência e na fusão dos universos offline e online, o workshop explora estas novas dinâmicas comerciais inovadoras e como incorporar isto em seu negócio.

 

Dia 1 de junho - Storytelling para marcas de moda, com Sheron Neves

Tarde/workshop de quatro horas

A partir da compreensão das novas dinâmicas de relacionamento entre consumidor e empresas no atual cenário digital, serão apresentados os benefícios da utilização dostorytelling na comunicação de marca, com discussão de cases e dicas práticas.

29 a 1/06 - Instagram para a Moda, com Cibeli Silva

Noite/Workshop de 12 horas em quatro noites

O workshop oferece a cada participante as bases para o desenvolvimento da estética de marca e estratégias para a aplicação da comunicação visual com foco na linguagem para Instagram.

 

 

Tendências para o verão da SICC
25 de Maio de 2017 . Por Patrícia Parenza

O Salão Internacional do Couro e do Calçado, que agitou a Serra gaúcha esta semana, trouxe novidades que prometem impactar o estilo do próximo verão. Lojistas de todo o país foram a Gramado com objetivos bem definidos: conhecer os principais lançamentos nacionais em calçados e acessórios e encontrar boas oportunidades de negócios pelos corredores do Serra Park.

Foram 380 expositores, que juntos representaram 1600 marcas brasileiras. Além disso, houve uma grande participação do mercado internacional. Mais de 200 importadores convidados vieram tanto da América Latina quanto de regiões da Europa, como Espanha, França e Romênia. Os resultados da feira realmente surpreenderam os organizadores e expositores, que esperavam cautela dos varejistas pelo momento político do país. Entretanto, o cenário foi o oposto: um crescimento de cerca de 18% no número de lojistas que participaram da feira - o que parece ter se revelado nas compras, mas os índices ainda não foram apresentados.

Passei por lá para conferir tudo de pertinho. Quer saber quais sapatos e acessórios que  vão dominar a moda quando o calor voltar? Vem!

Espadrille

O modelo, transformado em objeto fashion nos anos 1970 pelas mãos de Yves Saint Laurent, que acrescentou salto à alpargata, ressurge como peça desejo. A construção tradicional também é recriada de várias formas, em muitos estilos, do adorável lady like a despojados desfiados.

Espadrille Esdra

Tops e laços

Detalhes em nós e entrelaçados imprimem personalidade singular às produções, valorizando ainda mais a feminilidade e a delicadeza. Os laços foram repaginados com recortes e volumes estratégicos para a estação mais quente.

Sandália Copodarte

Juta e lona

A juta, a fibra natural, é um material ecologicamente correto e biodegradável. Em calçados, facilita a transpiração. Na onda das cores neutras e materiais mais rústicos, os tramados com detalhes ricos marcam presença e trazem um ar natural às peças.

Scarpin Esdra

Dourado

A cor vai estar por todo o lado. Se o prateado esteve mais presente nas últimas estações, o jogo parece ter virado, não é mesmo? O poder do gold ressurge triunfal e, no verão, ganha um tom mais amarelado e quente, colocando o brilho e a sofisticação em foco.

Sandália Dumond

Cetim

O brilho suave do cetim promete ser o grande protagonista do calor. Chega para imprimir glamour e modernidade nas composições, em uma variedade de cores.

Sapato em Cetim

Aplicação de flores

O chamado floral 3D é pura sofisticação até nos modelos mais simples e clássicos. Surge em tudo: calçados, cintos, alças e bolsas. Mistura texturas e volumes, garantindo um ar fashion aos acessórios.

Scarpin Copodarte

Babados

O efeito que torna praticamente arquitetônicas algumas peças de roupa desta temporada, em construções bem elaboradas, chega com tudo aos acessórios. Surge sutil, para propor romantismo, ou de forma impactante, mais ousado e volumoso.

Sandália Dumond

Bordados e estampas peruanas

O novo boho, inspirado no folclore peruano, é vibrante e divertido, com pompons dando o toque de humor aos acessórios - sim, eles seguem firmes e fortes.  Os bordados, principalmente os florais, surgem meio Gucci inspired. Adoramos!

Tênis Vizzano

Flatforms de juta

Fortes e imponentes, as flatforms têm lugar garantido nas produções da temporada, e os saltos recebem uma releitura rústica e sofisticada, em tons de madeira. Vêm confeccionadas com detalhes em lona, cortiça, corda e viras de couro.

Flatform Bebecê

Jeans

Presente em todos os closets, o jeans conquista os acessórios com detalhes de brilho, um novo aspecto ao tecido mais democrático do mundo. O tecido contrapõe a feminilidade das sandálias e sapatos mais delicados, resultando em um hi-lo certeiro.

Sandália Vizzano

Mules

O modelo, por anos sinônimo de demodé devido a saturação em décadas passadas, ressurgiu em 2017 de forma muito cool. A boa notícia é que as mais reticentes vão ter tempo para se acostumar, pois ela continua no verão - e continua com tudo!

Mules SICC

Franjas de seda

Já esqueceu dos slides de pele fake, estilo Rihanna para Fenty Puma? As franjas de seda chegam para substituir e atualizar a pele para o verão.

Slides Esdra

Pérolas

Pérolas nunca perderam o status de feminilidade e sofisticação, apesar de irem e voltarem esporadicamente. O fato é que elas agora aparecem nos sapatos e acessórios e, o que parece ser só detalhe, acaba fazendo toda a diferença.

Pérolas

Tênis bordados com muito brilho

Manda mais que tá pouco! Ainda não cansamos do brilho e ele continua iluminando nossas vidas. Somos pró-democratização do glitter!

Tênis

 

Alfaiataria é tema de novo livro de Eduardo Motta
25 de Maio de 2017 . Por aspatricias

Eduardo Motta

Eduardo Motta está lançando o livro Alfaiatarias: Radiografia de um Ofício Incomparável, pela editora Senac. O autor resgata o histórico e o know how da alfaiataria clássica, atualizando-o a partir da sua evolução ao longo das últimas décadas. Através de entrevistas, como com a inglesa Kathryn Sargent, primeira mulher a se estabelecer na Saville Row, em Londres, e com João Pimenta, um alfaiate tão preciso quanto iconoclasta, é traçada uma radiografia dessa sofisticada técnica de construção de roupas que, infelizmente, vem sendo cada vez menos difundida.

No livro, Motta aborda questões de gênero, desmistifica a alfaiataria como ferramenta de renúncia dos homens ao jogo das aparências, investiga o papel das mulheres neste terreno tido como masculino e não evita os conflitos entre tradicionalistas e inovadores, entre artesanato e indústria, que cercam a prática da alfaiataria. O livro cobre o período da alfaiataria vitoriana, moderna,  contemporânea, com uma abordagem diversificada e dinâmica do tema.

Eduardo Motta é consultor e editor de moda, diretor criativo e de conteúdos da Radar - Inteligência e Projetos de Moda. Também é autor dos livros História do Calçado no Brasil: um Olhar Histórico, O Lugar Maldito da Aparência e Meu Coração Coroado: Mestre Espedito Seleiro.

Em tempo: esta semana, mais precisamente hoje, Motta lança o livro no Dragão Fashion, que rola em Fortaleza, no Ceará.  No dia 30, no Moda Documenta, em São Paulo.

Preza aposta em design autoral e sustentabilidade
24 de Maio de 2017 . Por aspatricias

A Preza é uma marca gaúcha que faz mais do que apenas óculos de madeira. Sustentabilidade, exclusividade, design autoral e produção local são só alguns dos diferenciais. Elaborada com excedentes industriais, as armações são numeradas, pois cada peça é única e carrega uma história. Além disso, o shape contemporâneo somado ao conceito de consumo consciente imprime personalidade a qualquer visual.

Preza/Instagram

Os óculos têm corte a laser e acabamento manual. A produção funciona com uma lógica de reinvenção, baixo impacto ambiental, zero desperdício e valorização do artesão, com produção local, como a gente já apontou. A colagem e o tratamento da madeira são com materiais de origem vegetal e sem solventes. E a equipe de designers é formada totalmente por mulheres, que fazem um trabalho minucioso colando, serrando, alinhando e aprendendo sobre a matéria-prima, a madeira.

Preza/Instagram

A Preza nasceu da vontade dos designers Rodrigo Cury e Martina Seibel de produzir algo autêntico e relevante. O que começou com uma pequena oficina improvisada hoje é uma fábrica de óculos com personalidade, localizada em Porto Alegre. Vale dar uma olhada nos modelos pelo site da marca: preza.me. A gente já é fã.

 

Ana Tê: nasce uma nova grife gaúcha
23 de Maio de 2017 . Por Patrícia Pontalti

A Ana Tê está chegando. A marca, com nome inspirado em Ana Terra, personagem do clássico O Tempo e o Vento, de Erico Verissimo, e símbolo feminino de superação, trabalho e perseverança, apresenta a coleção de estreia. As peças, que valorizam construções e detalhes geométicos, serão apresentadas hoje, às 19h, no Teatro do Sesc Canoas. O desfile marca o início das atividades da cooperativa de costureiras do Território de Paz de Esteio, a Amatear, que reúne mulheres que arregaçaram as mangas para construir um futuro melhor para suas famílias e comunidade.

Fotos: Fabiano Riffatti

A caminhada até a consolidação da Amatear-Ana Tê começou há quatro anos, com a aprovação do projeto Confeccionando Sonhos pelo Programa Integração Petrobras Comunidades. Dois anos mais tarde, o Confeccionando Sonhos - Fase II, com a proposta de fortalecer a iniciativa e criar a cooperativa, venceu a seleção pública Comunidades do Programa Petrobras Socioambiental. A partir de então, a ideia foi posta em prática com oficinas de autoconhecimento, cursos de capacitação e palestras motivacionais que resultaram nesta marca bacana que se apresenta hoje.

Fotos: Fabiano Riffatti

Na passarela, modelos apresentam looks urbanos, em cores neutras, evidenciando peças atemporais que vão do trabalho a um happy hour. A marca será comercializada via e-commerce (www.amatear-anate.com.br) e catálogo. Paralelamente, a Amatear também vai produzir peças para outras marcas. A gente adorou de cara.

 

 

Hemb, oásis masculino em POA, celebra seis anos
23 de Maio de 2017 . Por aspatricias

DJ Camila Vargas/Instagram

A Hemb está comemorando seis anos e vai ter festa: hoje a partir das 18h, na rua Anita Garibaldi, 600, loja 103. O encontro une drinques, música e produtos para barbearia de luxo. Além disso, a Zoomp, recentemente de volta ao mercado, faz uma parceria com a Hemb. A Stella Artois, por sua vez, marca registrada dos eventos da concept store, traz o gim da Beefeater para a celebração.

Durante o evento, a loja se transforma num grande bar para elaboração de drinques autorais. A ação Let´s Drink traz uma relação de três bebidas, além da possibilidade de os clientes preparem a própria receita. Quem quiser fazer alguma doação para esse projeto, beneficia uma entidade social. A DJ Camila Vargas (foto acima) e a cantora Nalanda passeiam por house music, deep music, hits da atualidade e clássicos.  Os clientes também podem utilizar a barbearia de forma gratuita e ainda ganham uma pomada que promove modelagem e estilização para cabelo e bigode.

A Hemb, inaugurada em 2011, nasceu do desejo de empreender de Felipe Hemb. Um grupo multidisciplinar trabalhando com a metodologia de design estratégico deu forma e conteúdo às propostas do negócio. A Hemb foi pensada como espaço para abrigar o universo masculino, com moda e design para homens num só lugar.

 







Madame Ioio lança vestidos iguais para madrinhas de casamento
Madame Ioio lança vestidos iguais para madrinhas de casamento

Sonha em casar com as madrinhas usando o mesmo modelo de vestido? A Madame Ioio, loja bacanérrima de locação de vestidos de festa em Porto Alegre, ciente da tendência, lançou uma novidade. A loja criou e produziu modelos que se adaptam a diferentes estilos de corpo e de casamento. Além de garantir beleza e unidade ao grupo das madrinhas, o aluguel também remete ao consumo consciente, além de ser bastante prático: por que deixar o vestido mofando no armário depois da festa?

A tradição de usar vestidos idênticos nasceu quando a ideia da festa de casamento em si começou a surgir. Em outras épocas, as madrinhas não apenas se vestiam iguais - se vestiam exatamente como a noiva. A crença era de que os maus espíritos se confundissem, afastando as energias negativas da noiva. Com o passar do tempo, o vestido da noiva passou a ser único, mas em alguns lugares as madrinhas mantêm a tradição de serem semelhantes entre si, hoje em dia por motivos estéticos.

Comemorando um ano de abertura, a loja, liderada pelas sócias Greice Antes, Joice Siqueira e Priscila Manjabosco, fica em um espaço charmoso na rua Cel. Paulino Teixeira, 193, e atende sem hora marcada. Mais infomações pelo fone (51) 3029.9600.
 
 

$$(’div.d36410′).each( function(e) { e.visualEffect(’slide_up’,{duration:0.5}) });

More in
Madame Ioio lança vestidos iguais para madrinhas de casamento
Madame Ioio lança vestidos iguais para madrinhas de casamento

Sonha em casar com as madrinhas usando o mesmo modelo de vestido? A Madame Ioio, loja bacanérrima de locação de vestidos de festa em Porto Alegre, ciente da tendência, lançou uma novidade. A loja criou e produziu modelos que se adaptam a diferentes estilos de corpo e de casamento. Além de garantir beleza e unidade ao grupo das madrinhas, o aluguel também remete ao consumo consciente, além de ser bastante prático: por que deixar o vestido mofando no armário depois da festa?

A tradição de usar vestidos idênticos nasceu quando a ideia da festa de casamento em si começou a surgir. Em outras épocas, as madrinhas não apenas se vestiam iguais - se vestiam exatamente como a noiva. A crença era de que os maus espíritos se confundissem, afastando as energias negativas da noiva. Com o passar do tempo, o vestido da noiva passou a ser único, mas em alguns lugares as madrinhas mantêm a tradição de serem semelhantes entre si, hoje em dia por motivos estéticos.

Comemorando um ano de abertura, a loja, liderada pelas sócias Greice Antes, Joice Siqueira e Priscila Manjabosco, fica em um espaço charmoso na rua Cel. Paulino Teixeira, 193, e atende sem hora marcada. Mais infomações pelo fone (51) 3029.9600.
 
 

$$(’div.d36410′).each( function(e) { e.visualEffect(’slide_up’,{duration:0.5}) });

More in
Madame Ioio lança vestidos iguais para madrinhas de casamento
Madame Ioio lança vestidos iguais para madrinhas de casamento

Sonha em casar com as madrinhas usando o mesmo modelo de vestido? A Madame Ioio, loja bacanérrima de locação de vestidos de festa em Porto Alegre, ciente da tendência, lançou uma novidade. A loja criou e produziu modelos que se adaptam a diferentes estilos de corpo e de casamento. Além de garantir beleza e unidade ao grupo das madrinhas, o aluguel também remete ao consumo consciente, além de ser bastante prático: por que deixar o vestido mofando no armário depois da festa?

A tradição de usar vestidos idênticos nasceu quando a ideia da festa de casamento em si começou a surgir. Em outras épocas, as madrinhas não apenas se vestiam iguais - se vestiam exatamente como a noiva. A crença era de que os maus espíritos se confundissem, afastando as energias negativas da noiva. Com o passar do tempo, o vestido da noiva passou a ser único, mas em alguns lugares as madrinhas mantêm a tradição de serem semelhantes entre si, hoje em dia por motivos estéticos.

Comemorando um ano de abertura, a loja, liderada pelas sócias Greice Antes, Joice Siqueira e Priscila Manjabosco, fica em um espaço charmoso na rua Cel. Paulino Teixeira, 193, e atende sem hora marcada. Mais infomações pelo fone (51) 3029.9600.
 
 

$$(’div.d36410′).each( function(e) { e.visualEffect(’slide_up’,{duration:0.5}) });

More in
Madame Ioio lança vestidos iguais para madrinhas de casamento
Madame Ioio lança vestidos iguais para madrinhas de casamento

Sonha em casar com as madrinhas usando o mesmo modelo de vestido? A Madame Ioio, loja bacanérrima de locação de vestidos de festa em Porto Alegre, ciente da tendência, lançou uma novidade. A loja criou e produziu modelos que se adaptam a diferentes estilos de corpo e de casamento. Além de garantir beleza e unidade ao grupo das madrinhas, o aluguel também remete ao consumo consciente, além de ser bastante prático: por que deixar o vestido mofando no armário depois da festa?

A tradição de usar vestidos idênticos nasceu quando a ideia da festa de casamento em si começou a surgir. Em outras épocas, as madrinhas não apenas se vestiam iguais - se vestiam exatamente como a noiva. A crença era de que os maus espíritos se confundissem, afastando as energias negativas da noiva. Com o passar do tempo, o vestido da noiva passou a ser único, mas em alguns lugares as madrinhas mantêm a tradição de serem semelhantes entre si, hoje em dia por motivos estéticos.

Comemorando um ano de abertura, a loja, liderada pelas sócias Greice Antes, Joice Siqueira e Priscila Manjabosco, fica em um espaço charmoso na rua Cel. Paulino Teixeira, 193, e atende sem hora marcada. Mais infomações pelo fone (51) 3029.9600.
 
 

$$(’div.d36410′).each( function(e) { e.visualEffect(’slide_up’,{duration:0.5}) });

More in
Madame Ioio lança vestidos iguais para madrinhas de casamento
Madame Ioio lança vestidos iguais para madrinhas de casamento

Sonha em casar com as madrinhas usando o mesmo modelo de vestido? A Madame Ioio, loja bacanérrima de locação de vestidos de festa em Porto Alegre, ciente da tendência, lançou uma novidade. A loja criou e produziu modelos que se adaptam a diferentes estilos de corpo e de casamento. Além de garantir beleza e unidade ao grupo das madrinhas, o aluguel também remete ao consumo consciente, além de ser bastante prático: por que deixar o vestido mofando no armário depois da festa?

A tradição de usar vestidos idênticos nasceu quando a ideia da festa de casamento em si começou a surgir. Em outras épocas, as madrinhas não apenas se vestiam iguais - se vestiam exatamente como a noiva. A crença era de que os maus espíritos se confundissem, afastando as energias negativas da noiva. Com o passar do tempo, o vestido da noiva passou a ser único, mas em alguns lugares as madrinhas mantêm a tradição de serem semelhantes entre si, hoje em dia por motivos estéticos.

Comemorando um ano de abertura, a loja, liderada pelas sócias Greice Antes, Joice Siqueira e Priscila Manjabosco, fica em um espaço charmoso na rua Cel. Paulino Teixeira, 193, e atende sem hora marcada. Mais infomações pelo fone (51) 3029.9600.
 
 

$$(’div.d36410′).each( function(e) { e.visualEffect(’slide_up’,{duration:0.5}) });

More in