Chapelaria clássica com um “que” a mais: Line
1 de Julho de 2016 . Por Paola Pasquale

Um dos acessórios mais exuberantes na hora de compor um visual é, sem dúvida alguma, o chapéu. Desde o surgimento, milênios atrás, adquiriu inúmeras formas que vão muito além da função original de proteger a cabeça dos raios solares. Hoje, infinitos modelos e acabamentos são sinônimo de estilo e expressam individualidade.  Foi sentindo isso que Aline Ferreira se apaixonou pela peça.

Aos 15 anos, ela começou a costurar por conta própria para imprimir o estilo pessoal às roupas que comprava. Aos 18, concluiu o curso básico de costura e modelagem no Senai e, como já adorava boinas, começou a produzir as próprias, muito diferentes do que o mercado oferecia. Ainda na época do Orkut, suas fotos acabaram fazendo sucesso entre amigos e depois amigos de amigos. E assim, acabou surgindo o Line Boinas, na qual começou a vender as peças por encomenda e em lojas de Porto Alegre.

10072015-020

A partir daí, a imaginação de Aline (e dos clientes fiéis) criou asas e ela não parou mais de se aperfeiçoar. Conclui o curso de estilismo do Senai e já partiu para o de milinery, a alta chapelaria feita à mão, e, depois, o de chapelaria feminina. E assim seguiu, sempre fazendo outros cursos e acrescentando novos modelos de chapéus ao repertório, de fascinators a casquetes.

20102015-312

Atualmente, o Line Boinas e Chapéus atende à criatividade de cada cliente. Aline produz peças personalizadas e sob medida, e executa sozinha cada parte do processo, da criação à produção. Além desse serviço, a estilista ainda vende via e-commerce e Instagram diversos modelos incríveis, com materiais e formas diferenciadas e o acabamento impecável de quem entende mesmo do assunto.

222

Você também pode acompanhar o trabalho da Line através do facebook.com/lineboinasechapeus e do Snapchat: @lineboinas.

 

 

Related Posts:

  • Nenhum post relacionado
Gingga, alfaiataria para pequenas
30 de Junho de 2016 . Por Patrícia Pontalti

Foto Divulgação

Sempre que vou comprar uma roupa para a Clara penso que tem muito designer sem filhos criando moda infantil. Pra você que me pergunta se acho que só quem tem experiência pode criar algo, digo não, é claro, mas se você não tem a vivência no assunto, fale com quem tem, pesquise, se aprofunde. Portanto, acho que falta filho e/ou pesquisa. Por que digo isso? Ora. Roupa de criança sem conceito essencial do ser criança, o conforto, é roupa de adulto em versão pequenininha e chata. Portanto, minha alma fashion sorri quando topo com uma marca que deixa claro, na largada, que tem estilo e conforto, que foi criada para os pequenos serem pequenos, como a Gingga, que traz peças lindas de alfaiataria para meninas de um a seis anos.

Fotos Divulgação

A Clara ganhou da Gingga um paletó que é um nojo de tão querido - e infelizmente ainda não usou dada as temperaturas glaciais do inverno gaúcho. Mas vesti peças da Gingga em algumas meninas para um trabalho de estilo que assino para o site Primi Stili, especializado em moda infantil - muito bacana, viu?! Acessa lá (primistili.com.br). E me apaixonei. Tudo vestiu lindamente - e as gurias amaram as roupas, que não apertaram, não tolheram os movimentos e ainda proporcionaram ares de princesa - sim, todas as meninas gostam de ser princesas, mesmo que contemporâneas e sem frescuras, usando tênis e jeans. Mas elas não dispensam um charminho.

Foto Reprodução

A Gingga nasceu há pouquinho, este ano, e tem modelos atemporais, com acabamento impecável. Sério. Olhar por dentro de casacos e paletós impressiona até os pais mais exigentes, aqueles que sabem o significa uma costura precisa. E o mesmo vale para a matéria-prima, com tecidos de qualidade, gostosos ao toque, em cores que fogem ao clássico rosa, que está lá também, claro, mas ganha a companhia de deliciosos tons sutis e do essencial preto. Essa qualidade se explica. Tudo é produzido conforme os pedidos e acompanhado de perto pela equipe de estilo.

Curtiu? Acesse o site da label, que só tem loja virtual, viu?!

Butique Nespresso em POA
29 de Junho de 2016 . Por aspatricias

Estivemos na inauguração da nova butique da Nespresso, no Shopping Iguatemi, e olha… está mesmo de babar! O espaço faz parte da expansão da marca, que completa 10 anos de operação no Brasil e é pioneira no segmento de café premium em porções individuais. A loja da capital gaúcha conta com layout do renomado designer italiano Aldo Parisotto, que se destaca pelas cores vivas e elegantes características da marca.

equipe-e-liderancias-nespresso-no-corte-da-fita-na-manhaif-de-inauguraciaifo-da-boutique-no-iguatemi-porto-alegre-2
Por lá, será possível adquirir todos os blends da Nespresso, assim como as máquinas, acessórios e os chocolates da marca. Com a instalação do novo espaço, os membros do Nespresso Club também contarão com um ponto coleta das cápsulas usadas, expandindo assim um dos pilares do The Positive Cup, programa de sustentabilidade lançado em 2014.

Jean Marc Dragoli, diretor Nespresso Brasil

Jean Marc Dragoli, diretor Nespresso Brasil

Como funciona? Os clientes que adquirem uma cafeteira Nespresso podem se registrar pelo site, aplicativo gratuito disponível para IOS e Android, em uma das butiques da marca ou por telefone (0800 7777 737, ligação gratuita, 24h por dia, sete dias por semana) e se tornarem membros do Nespresso Club, uma rede personalizada de serviços ao cliente, que fornece informações detalhadas, aconselhamento e serviços especializados relacionados ao café, manutenção de máquinas e ao estilo de vida Nespresso.

paf_9892

 

 
,

Related Posts:

  • Nenhum post relacionado
A força do coletivo: Inspiramais
29 de Junho de 2016 . Por Patrícia Parenza

Inspirar, provocar, instigar, ir além. Se tem algo que a moda necessita é disso tudo. Como diz o designer e consultor Walter Rodrigues “trabalhar com moda não é para amadores”. E se depender dele e do trabalho que ele vem realizando junto à Assintecal não terá cópia nem coleção ruim para os criativos dessa área. O Inspiramais Inverno 2017 - Salão de Design e Inovação de Materiais, que aconteceu esta semana, em São Paulo, ofereceu todas as ferramentas necessárias para quem quer criar um produto original. Foram dois dias de total inspiração.

_ero6136-copy

Investindo em design há uma década, o evento estabelece um diálogo com as empresas para que elas entendam a ideia de um projeto com início, meio e fim. E que a inovação não é apenas uma vitrine e, sim, a prova da evolução do pensamento em todas as áreas da empresa. Seja ela de calçado, vestuário ou mobiliário.

_ero6102-copy

Durante esses dois dias, visitantes de todo o Brasil e de diversas partes do mundo conferiram, em primeira mão, todos os lançamentos em materiais para calçados, bolsas, vestuário, acessórios e móveis para o inverno 2017, contando também com um preview do verão 2018.

_ero6138-copy

Para o inverno 2017, “apontou-se a força do coletivo, indicando uma inspiração forte para sentimentos que estão à flor da pele, independentemente de qual seja sua cor.  Tonalidades vibrantes para encantar e dar vida aos produtos e festejar a ideia da moda como um aglutinador de forças para uma indústria mais forte, mais atuante - capaz de entender sua posição na estrutura da cadeia produtiva da moda e de se orgulhar disso”, conta Walter.

_ero6232-copy

Projetos já consagrados do evento que colaboram no desenvolvimento de uma moda genuinamente brasileira, o Fórum de Inspirações, Projeto Comprador, Mix by Brasil, Saberes Manuais e Ecodesign fazem os visitantes terem uma visão de 360 graus sobre todo o processo criativo e de negócio.

A sustentabilidade é um dos focos do evento. Todos os projetos apresentados no Inspiramais estimulam o uso de materiais não tradicionais e a reutilização do resíduo da indústria calçadista e têxtil.

_ero6109-copy

O projeto Eco Design, dirigido pela estilista Isabela Capeto, traz a consultoria para o desenvolvimento de produtos em couro a partir de práticas que tenham pouco impacto ambiental, utilizando solventes a base de água, produtos chrome free e taninos vegetais para o desenvolvimento  das criações da designer.

_ero6283-copy

O projeto Saberes Manuais, em parceria com a Insecta Shoes e o Grupo Ana Banana, o Estúdio Rato Rói desenvolveu sapatos ecológicos e veganos, produzidos no Brasil. “Transformamos em sapatos peças de roupa vintage, além de garrafas de plástico recicladas. Os mais diversos tecidos e estampas daqueles modelitos abandonados no passado viram botas, oxfords, sandálias e slippers veganos, sem nenhum uso de matéria-prima de origem animal”, conta Flávia Vanelli, responsável pelo projeto. O que mais surpreendeu foram os  sapatos e bolsas desenvolvidas com resíduos industriais e luminescentes com fita VHS.

_ero6111-copy

E o projeto Mix By Brasil, que resgata o artesanato brasileiro, valoriza a mão de obra e as habilidades individuais, além de incentivar o uso de técnicas que unem artesanato e design, Antes do evento, os artesãos de quatro comunidades participantes recebem uma consultoria, de forma a auxiliar na criação e desenvolvimento de 10 componentes em cada comunidade. Aqui, do RS, o grupo Canoa de Canoas, que produz acessórios de moda usando a técnica da trama e colagem de residuos da industria textil e borracha.

_ero6284-copy

Projetos, ideais, iniciativas que confirmam que um novo olhar para indústria é necessário, ponto, e também possível.

Aramis no Barra
28 de Junho de 2016 . Por Patrícia Pontalti

Foto ReproduçãoUma das grifes masculinas mais elegantes do Brasil estreia a segunda loja em Porto Alegre. A Aramis Menswear abre hoje no Barra Shopping Sul. A marca do “homem que realiza” chega com um coquetel para imprensa, clientes e convidados a partir das 19h, com a presença de Richard Stad, CEO da marca.

A nova loja da Aramis Menswear está localizada no Piso Jockey e contará com o mais recente projeto da marca de visual merchandising, que segmenta a coleção em linhas para cada ocasião. O coquetel terá o DJ Fábio Codevilla comandando as picapes do evento, que conta ainda com o apoio da Eisenbahn e da Chandon. Promete ser um bom encontro de moda.

 

 

 

Related Posts:

  • Nenhum post relacionado
Não perca: projeto incentiva marcas gaúchas
28 de Junho de 2016 . Por Patrícia Pontalti

Mais uma iniciativa bacana surgindo na cidade: o Acelerador de Marcas Criativas. O projeto, sem fins lucrativos, é realizado pelo Barbante e pelo Branding Lab e é um laboratório de ideias e negócios criativos de estrutura ágil e com foco em resultados reais. Demais, né?

Funciona assim: vários profissionais renomados vão doar suas habilidades e experiências para auxiliar uma marca de Porto Alegre, ou da Grande Porto Alegre, nos processos criativos e de posicionamento de marca, produto e mercado.O objetivo é movimentar a cena da moda selecionando marcas com propostas originais para que elas recebam acompanhamento estratégico oferecido por profissionais experientes.

Inicialmente serão selecionadas três marcas mediante envio de portfólio. Posteriormente, essas três marcas poderão defender seu projeto para uma banca composta por profissionais apoiadores do projeto, além de outros convidados a serem anunciados perto do evento. A banca vai acontecer no dia 13 de julho, no Instituto Ling, e será aberta ao público.

Durante quatro meses estes profissionais se revezarão no atendimento à marca selecionada e, ao final do processo, a marca vai receber material promocional profissional e experiência de colocação em ponto de venda.

O processo de seleção é simples. Se você tem marca com um até sete anos de atividade e gostaria de um impulso extra, clique aqui e inscreva-se!

cartazweb

 

 

Começa hoje a 14ª edição do Inspiramais
27 de Junho de 2016 . Por aspatricias

De casa nova, começa hoje a 14ª edição do maior evento do setor de materiais para moda, o Inspiramais - Salão de Design e Inovação de Materiais. Até amanhã, visitantes de todo o Brasil e de diversas partes do mundo poderão conferir em primeira mão todos os lançamentos em materiais para calçados, bolsas, vestuário, acessórios e móveis para o inverno 2017, contando também com um preview do verão 2018 por meio dos projetos Preview do Couro, Referências Brasileiras e +Estampa.

image004

Esta edição do Inspiramais rola no centro de eventos Pro Magno, em São Paulo, e traz uma série de projetos que colaboram não apenas no desenvolvimento do conceito de uma moda genuinamente brasileira, como também nos negócios do setor, tanto no mercado interno como externo. Fórum de Inspirações, Projeto Comprador, Mix by Brasil, Saberes Manuais e Ecodesign são alguns deles.

À frente de todas as pesquisas de moda está o Núcleo de Design da Assintecal, capitaneado por Walter Rodrigues, que adianta: “No Inverno 2017, apontamos a força do coletivo, indicamos uma inspiração forte para sentimentos que estão à flor da pele, independentemente de qual seja sua cor. Elegemos tonalidades vibrantes para encantar e dar vida aos produtos e festejamos a ideia da moda como um aglutinador de forças para uma indústria mais forte, mais atuante - capaz de entender sua posição na estrutura da cadeia produtiva da moda e de se orgulhar disso”. O estilista conta mais em palestra com entrada gratuita hoje às 19h.

image001

Outros projetos bacanas e aguardados ainda são o +Estampa, que visa o desenvolvimento e criação de estampas, propondo a incorporação da originalidade brasileira como forma de reduzir a cultura da cópia e a compra de estampas internacionais, e o Mix by Brasil. que promove a aproximação de artesãos brasileiros com a indústria da moda.

image002

É pra ficar de olho!